SAUDE

O que acompanhar com os nossos grelhados

Nos dias que correm, é bastante importante saber o que vamos oferecer aos nossos convidados à hora das refeições. Ter o cuidado de saber se os nossos convidados gostam do que vai ser cozinhado e se não sofrem de alguma intolerância alimentar é fundamental. Se com o estresse todo de preparar este almoço, bloquear ou até mesmo não souber o que fazer para acompanhar os grelhados, iremos dar-lhe uma ajuda para este seu problema. Saladas Nesta secção iremos dar-lhe algumas sugestões de saladas para colocar na sua mesa, podendo usar as que sugerimos ou até mesmo alterá-las ao seu gosto. Temos as saladas vinagrete, que são simples saladas de tomate, cebola temperada com sal, vinagre e azeite. Poderá adicionar pimentos grelhados se gostar. Salada mista, a famosa salada mista de alface e tomate, onde no verão há quem adicione milho e pimento, temperado com cebola, sal, vinagre, azeite e pimenta. Salada de massa, há quem prefira massa ao arroz e há também quem goste de inovar e criar novas formas do cozinhado. Esta salada deverá de ter a massa fria, misturada com legumes, como o milho, cogumelos frescos, pimentos, couve roxa, nozes e castanhas.   Poderá fazer um molho light de queijo e ervas e misturar na massa. Veja o vídeo abaixo.     Salada de maionese, nesta salada poderá misturar tudo o que quiser, desde os vários tipos de alface e misturar outros alimentos, como por exemplo, tomates cereja, cogumelos, milho. No fim de misturar tudo poderá misturar maionese simples, ou até mesmo maionese com ervas. Irá ver que irá dar sucesso. Arroz   Temos o arroz de cenoura onde começa por um simples refogado e vai juntando água aos poucos, sempre que for necessário. Assim que estiver o arroz meio cozido junte a cenoura ralada. Arroz com feijão preto, temos o arroz cozido em branco e fazemos a junção com o feijão preto, já quente no prato dos seus convidados. Farofa, é um prato muito utilizado no brasil para os grelhados  Nos dias que correm cada vez se encontra mais nos restaurantes que têm grelhados. Para os vegetarianos Por vezes, só nos lembramos que temos um convidado vegetariano quando já está quase a servir, mas calma, pois não há necessidade de se estressar. E é bem mais simples do que pensa poder confecionar um prato para vegetarianos. Poderá fazer umas espetadas com pimentos, milho, cogumelos, tomate, cebola, beringela. http://g1.globo.com/sp/presidente-prudente-regiao/receitando/noticia/2016/12/escabeche-de-berinjela-faz-sucesso-como-acompanhamento.html   Como pode verificar, poderá misturar vários legumes. E com as sugestões dadas anteriormente, não irá necessitar de fazer nenhum acompanhamento diferente para os seus convidados. A nivel de bebidas terá de ter o cuidado de oferecer sumos naturais ou até mesmo batidos, caso os seus convidados vegetarianos...

Read More

Saiba tudo sobre o Diabetes

Diabetes mellitus (DM) é uma doença causada por deficiência ou diminuição da eficácia da insulina endógena. Caracteriza-se por hiperglicemia, metabolismo desordenado e seqüelas que afetam predominantemente a vasculatura. Os principais tipos de diabetes mellitus são os seguintes: Diabetes mellitus tipo 1: resulta da incapacidade do organismo de produzir insulina suficiente. Diabetes mellitus tipo 2: resulta da resistência à insulina, muitas vezes inicialmente com níveis normais ou aumentados de insulina circulante. Diabetes gestacional: as mulheres grávidas que nunca tiveram diabetes antes, mas que têm altos níveis de açúcar no sangue (glicose) durante a gravidez são disse ter diabetes gestacional. Diabetes gestacional afeta cerca de 4% de todas as mulheres grávidas. Pode preceder o desenvolvimento do tipo 2 (ou raramente o tipo 1). O diabetes de início de maturidade do jovem (MODY) inclui várias formas de diabetes com defeitos monogenéticos da função das células β (secreção de insulina prejudicada); Geralmente se manifesta como hiperglicemia leve em tenra idade, e geralmente herdada de forma autossômica dominante.1,2 Diabetes secundário: representa apenas 1-2% dos pacientes com diabetes mellitus. Causas incluem: Doença pancreática: fibrose cística, pancreatite crônica, pancreatectomia, carcinoma do pâncreas. Endócrino: Síndrome de Cushing, acromegalia, tireotoxicose, feocromocitoma, glucagonoma. Drogas induzidas: diuréticos tiazídicos, corticosteróides, antipsicóticos atípicos, inibidores da protease anti-retroviral. Lipodistrofia congênita. Acanthosis nigricans. Genética: Síndrome de Wolfram (também referida como DIDMOAD: diabetes insípida, diabetes mellitus, atrofia óptica e surdez), 3 ataxia de Friedreich, distrofia miotônica, hemocromatose, doenças de armazenamento de glicogênio. Alguns doentes com diabetes tipo 2 requerem insulina, pelo que os antigos termos de diabetes mellitus insulino-dependente (IDDM) para diabetes tipo 1 e diabetes mellitus não insulino-dependente (DMNID) para a diabetes tipo 2 são inadequados. Diabetes tipo 2 é cada vez mais diagnosticada em crianças e adolescentes e, portanto, o antigo prazo maturidade diabetes para diabetes tipo 2 também é inadequado. Diabetes mellitus tipo 1 Aproximadamente 15% dos diabéticos; Geralmente juvenil, mas pode ocorrer em qualquer idade. Pode estar associada a outras doenças auto-imunes. Caracteriza-se por deficiência de insulina. Concordância é> 30% em gêmeos idênticos; 4 genes são considerados importantes. Um (6q) determina a sensibilidade do ilhéu ao dano, e. De vírus ou reactividade cruzada a partir de anticorpos induzidos por leite de vaca. Associado com HLA DR3 e DR4 e anticorpos de células de ilhotas em torno do momento do diagnóstico. Os doentes necessitam sempre de tratamento com insulina e são propensos à cetoacidose. Os riscos de desenvolvimento de diabetes tipo 1 são amplamente semelhantes em todos os grupos étnicos; Entretanto, os fatores ambientais também podem desempenhar um papel.4 O termo “diabetes tipo 1a” está sendo aplicado ao desenvolvimento de diabetes tipo 1 na idade adulta. Acredita-se que resulte de uma destruição crônica de células de ilhotas mediadas por células T autoimunes....

Read More

Os melhores exercícios para aliviar o Stress

O estresse ataca a todos, independente de idade ou atividade, e pode causar diversos males, entre eles a ansiedade, a depressão, as doenças cardíacas, a pressão alta e a obesidade. Para se prevenir contra essas doenças do mundo moderno, que afligem milhões de pessoas, a prática de atividades físicas pode ser o primeiro passo. A saúde física é muito importante na luta contra o estresse do dia a dia. Qualquer tipo de exercício contribui para deixar o sedentarismo de lado e manter o colesterol sob controle, melhorar a memória, a autoestima e vencer a luta contra o estresse. Sempre é bom lembrar que, antes de iniciar qualquer programa de atividade física, é importante fazer uma avaliação médica para que os exercícios sejam adequados, o que pode variar de pessoa para pessoa. Organização Se você é uma pessoa muito ocupada e não consegue manter sua vida organizada, procure colocá-la em ordem, porque, segundo especialistas, a desorganização pode causar a instabilidade, que, por sua vez, pode levar ao estresse. Ao contrário da falta de controle, a organização nos tranquiliza. Assim, antes de qualquer coisa, mantenha suas atividades sob controle e, se necessário, anote tudo em uma agenda ou lista para não se perder. Cumprir todos os compromissos no tempo certo irá trazer paz de espírito e deixá-lo menos vulnerável aos principais sintomas do estresse. Com a vida organizada, é hora de iniciar um programa de atividades físicas. Atividades ao ar livre são aconselhadas. Uma caminhada ou um passeio de bicicleta, por exemplo, são bons programas para aliviar os aborrecimentos do dia, além de ajudarem a você a ficar em forma. Veja mais sobre depressão nervosa: PDF Projeto Mamãe sarada – Exercícios Qualquer atividade física pode ser importante na luta contra o estresse e nunca é tarde para começar. Os benefícios da prática de exercícios para mulheres que acabaram de ter filhos, são comprovados cientificamente e um deles é a liberação da endorfina, um estimulante natural que causa a sensação de euforia, importante para se prevenir contra o estresse, melhorar o condicionamento físico e a autoestima. Mas é bom lembrar que o iniciante não pode forçar muito, por isso o ideal é praticar os exercícios em dias alternados e em períodos mais curtos. As atividades indicadas nessa fase são as mais leves, como a caminhada, a corrida, a bicicleta e o step. Com o passar do tempo, o condicionamento físico melhora e o ritmo e a frequência pode ir aumentando gradativamente. Uma dica essencial é receber mais orientações de um profissional, a Gabriela Cangussú criou um programa de emagrecimento chamado Mamãe sarada que é fundamental para mulheres que ganharam peso depois da gravidez. São exercícios que você pode fazer em qualquer lugar...

Read More

Top Dieta Da Proteína Para Resultados Rápidos

A Dieta da Proteína, também conhecida como Dieta Atkins, consiste na redução substancial do consumo de carboidratos. Desta forma, esta é uma dieta que se foca sobretudo na alteração dos hábitos alimentares, implicando algum rigor na altura de escolher os alimentos que sei vai ingerir. A grande questão aqui será, porque razão a Dieta da Proteína aposta essencialmente na redução do consumo de carboidratos e não corta outros tipos de alimentos? Esta é uma ótima pergunta e a resposta é até muito simples: os carboidratos são a fonte de energia primordial do organismo. Quando reduzimos de forma substancial o consumo desta substância através da Dieta da Proteína, vamos forçar o nosso organismo a recorrer às reservas de gordura, por forma a obter energia. Simplificando ainda mais o conceito da Dieta Proteica, toda lógica deste regime alimentar reside em evitar a ingestão de carboidratos com o objetivo de obrigar o organismo a recorrer à gordura armazenada. Desta forma é possível queimar a gordura acumulada e perder peso. A Dieta da Proteína é também chamada de Dieta Atkins em honra do seu inventor. Este regime alimentar foi criado pelo médico norte-americano Robert Atkins, sendo por isso conhecida mundialmente como a Dieta de Atkins. Tal como todas as outras dietas, também a Dieta da Proteína apresenta vantagens e desvantagens e exige alguns cuidados, para que tudo corra da melhor forma. A Dieta Proteica aposta sobretudo na ingestão de proteína e gordura. Alguns dos alimentos que fazem parte desta dieta são: óleos, carnes e produtos lácteos. Contudo, como vamos ver em seguida, esta dieta é muito mais do que isso. As Quatro Fases da Dieta da Proteína Para obter os melhores resultados possíveis com a Dieta de Atkins, deve seguir com rigor as quatro fases do processo. Conheça mais em pormenor cada uma dessas fases: Indução – Ao longo de duas semanas pode comer carne, queijos e outros produtos generosos em gordura. Em termos de vegetais apenas pode comer aqueles que apresentam uma pequena concentração de carboidratos. Alguns dos exemplos dos vegetais que podem ser consumidos durante a fase de indução: tomates e alface. Contudo, você deve notar que mesmos esses vegetais devem ser consumidos de forma limitada, não ultrapassando as 3 porções diárias. Mais detalhes veja: Vencendo o Diabetes Perda de Peso Contínua – O objetivo principal da fase de perda de peso contínua é perceber qual é a quantidade de carboidratos que pode ingerir, continuando a perder peso. Para perceber isto, você deve ir aumentando de forma lenta a quantidade de legumes que ingere. Essa fase está terminando quanto você estiver a menos de 5 quilogramas de seu peso ideal. Pré Manutenção – Nesta terceira fase você vai adicionando 10 gramas...

Read More

Comentários